Virginia Costa

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Camping em Banff

Na última vez que acampei acho que tinha uns 16 anos, numa praia na Califórnia e no Sequoia Park! Tempo de intercâmbio ainda. Minha "mãe" americana ficava no hotel e vinha nos ver durante o dia. Me lembro que adorei a farra mas hoje, com a idade, a coisa foi diferente.
O Parque Nacional de Banff é terra dos ursos e isso é um pouco inquietante. Pior é que lá tem o urso pardo (greezly bear), aquele enorme! Olhe só o molde com o tamanho da pata dele comparada ao black bear.
De qualquer forma achei um programa muito civilizado e o lugar belíssimo. Logo que chegamos no Tunnel Mountain Village Campground vimos um grupo de alces pastando bem ao lado, dentro do camping.
Havia vários desses esquilos, chamados de golfer, por todo lado.
Para que ninguém se empolgue em alimentá-los, a multa chega a $25 000 (dólares canadenses). 

As pessoas são muito comportadas, fica todo mundo literalmente no seu quadrado. É estritamente proibido deixar comida no camping quando não se está lá. Tem que deixar tudo trancado no carro e também recomendam a troca de roupas para dormir. As roupas que ficam com cheiro de fumaça devem ficar no carro e não na barraca. E eles passam de fato checando tudo. Um casal em frente tinha deixado um isopor só com uma cerveja dentro e os rondas levaram embora deixando um bilhete.
É que os ursos tem acesso livre e destroem os coolers atrás de comida. Tem até um pendurado na entrada mostrando o estrago que eles fazem.
A lenha está incluída na diária do camping. É só ir buscar. Cada lote tem sua própria churrasqueira também.
Vários banheiros espalhados pelo camping, aquecidos e impecáveis. Estava bem frio e era uma delícia entrar no banheiro.
Deu para tomar banho com tranquilidade. O pessoal deixa lá os celulares carregando, pode?
No mesmo lugar tinha pia para lavar louça com água fervendo!
Faz parte do programa fazer umas trilhas e conhecer os lagos ali perto, que são muitos. Esse é o Two Jack Lake.
Minha filha foi acampar semanas depois  naquela ponta que entra no meio do lago. Mais bonito impossível. Ali tem outro camping, o Two Jack Lakeside Campground.
Mesmo com tudo limpo e organizado, preferi dormir no carro. Esse negócio de dormir com filha adulta num colchão de ar de plástico é para os mais jovens. Fiquei bem no carro, verdade. Senti falta de cama, de criado mudo para por meus remedinhos, abajour, ai, ai. Valeu demais o passeio e o convívio com a família mas na próxima, vou seguir o exemplo da Mom, rsrsr. Passei da hora de acampar, triste constatação. Envelhecer é muito chato. 

Nenhum comentário: